SOU BRASILEIRA E NÃO DESISTO NUNCA!!!!!

domingo, 30 de agosto de 2009

O assunto é o mesmo de sempre....pensando


Hoje é domingo e comi feito uma condenada no corredor da morte! vcs já conhecem essa história, némesmo! Amanhã recupero o tempo perdido de hoje...conversa fiada de gordo...mas tem funcionado comigo, tenho escorregado menos e quando escorrego eu compenso no outro dia..ideal é não escorregar, vou contar então o que foi. Aquele maldito pão doce que sai as 16:00hs de maracujá de comer ajoelhada no milho e se auto flagelando, é boooom demais, segui a instrução da minha amiga "mais bonita" e comi sem culpa, curti p kcte...e agora nem estou culpada só pensando em recuperar as calorias(muuuitas)d esse pãozinho.
Eu tenho ouvido algumas pessoas comentarem que fulana está gorda e a outra que tinha um corpão está um bagaço, eu sempre me faço de falecida nessas conversar porque meu impulso é de defender, eu sempre digo: A gente não sabe o que está se passando na vida dela, ou então ela cansou de comer nada, ou então ela está bem assim...sei lá...eu acho realmente que a gente posse ser feliz sendo gordinha.(ponto). Não gordona como estou, mas gordinha sim, nós que somos apreciadoras de comida que temos prazer nisso, e que não temos nenhum problema de saúde é claro, é o meu caso como já disse antes, não tenho nada, então eu posso ser gordinha tipo uns... 85 quilos eu ficaria bem, tenho 1,70cm de altura, e não ligo muito para o que os outros dizem ou pensam, o meu caso agora é que estou muito além do peso e não sou considerada mais uma gordinha e sim uma obesa (sem-vergonha), meu problema é roupa, adoro! e não tem quase nada que fique bom, então sempre fico triste quando preciso comprar roupa, e roupas especiais para gordo são sem graça, nem sempre casam com o nosso gosto, preciso usar tamanho G, só isso, eu preciso de pouco para me sentir bem com meu corpo, eu não tenho vocação e nem genética para ser magra, nem para tamanho M, portanto tenho que trabalhar minha cabeça para aceitar o G...rsrsrsrs....não tenho vontade e nem forças para comer alface e chupar gelo(meu lema!), então se eu continuar do jeito que estou fazendo uma caminhada básica(nada profissional) e segurando o pão e doces, eu acho que chego lá.......
Eu ouvi falar de uma pessoa que eu particularmente acho que está muito bem, está um pouco acima do peso, mas a considero uma mulher bonita, ela me disse que se cansou de lutar contra a balança a vida toda, tem aproximadamente 48 anos, a idade já não ajuda em nada, e fica escrava da dieta, eu acho que ela está bem mais gordinha, mas está mais feliz, bem humorada do que era há uns 8 anos quando a conheci, enfim, eu acho que temos um biotipo diferente cada pessoa é de um jeito, eu sou assim, gordinha, tenho que lutar para ficar com um peso que não corra riscos no futuro, mas não tenho vontade de ficar magra, nunca me passou pela cabeça (conscientemente) isso, mas inconscientemente ficava essa culpa de não ser como os outros, não usar a roupa da moda, não aguentar ficar de salto, não ficar sem saída de banho na praia/piscina, não ser ponto de referência para os outros, eu ainda acho que temos que trabalhar a cabeça primeiro o resto vem fácil, ou ....mais ou menos fácil, nada nessa vida é fácil, certo!?
Então vamos pensar em como queremos ser, em o que queremos sentir, que tipo de prazer desejamos à mesa, o que realmente importa? o que devemos fazer e pensar em como nos sentiremos depois também, de que adianta tanto sacrifícios se há sofrimento depois, me lembro da última vez que fiquei mais magra(69kg, fazem 13 anos) e almoçava 2 peras e bolacha água e sal no café, eu não nasci para isso, eu curto comer bem, comer gostoso, preciso só identificar o que me dá realmente prazer do que me entope e não me dá prazer.
É isso...
beijos
Tenham uma ótima semana, comforça total

4 comentários:

  1. Olá minha querida!!!
    Vim retribuir a visitinha,e dizer que estou nessa com vc!!!
    Vamos lutar,e sem desistir nunca,nossa recompensa com certeza chegará!!!
    mil bjus!
    conta comigo!!!

    ResponderExcluir
  2. Essa é a Marilia que eu conheço!
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Brigadú pela visita!

    Vc pode ser gordinha,sim
    Seja saudável e se jogue!
    Nada de ficar se lamentando,viu

    Minha mãe começou a dieta com mais de 60 anos...nem tudo está perdido.

    Se vc quer mesmo...vc consegue!

    Beijaum

    ResponderExcluir
  4. Eu acho que cada um deve buscar, antes de tudo, aquilo que lhe fará verdadeiramente bem. Emagrecer sim, se estiver muito acima do peso, mas porque isto vai lhe trazer uma série de benefícios que são merecidos, são necessários e no fundo a gente sabe que quer. Quem não quer ter uma saúde mais favorecida? Quem não quer se ver livre de alguns riscos que para os obesos são maiores (embora magro tb corra cada risco...)? Quem não quer se sentir mais bonito (embora sabendo que pode perfeitamente ser um gordinho bem bonitão)? Quem não quer comprar roupas com facilidade, escolher a roupa em vez de ser escolhido etc.? E outras coisas da vida prática que realmente, para quem está muito acima do peso, são mais complicadas?
    Eu sei porque tive 140kg e usei manequim 64, aprendia na minha rotina a me virar, a lidar com as dificuldades, até a rir delas, e vivia normalmente. Sorria, brincava, dançava, namorava, ia à praia etc. como faço hoje. Mas hoje é mais fácil, embora eu não tenha ficado (e nem vá ficar) efetivamente magra. Então, minha querida, é importante que cada um sabia o que realmente lhe caberá bem, em termos de meta, de objetivo e assim, traçará o seu caminho de uma forma mais legal.
    Também não sou favorável a sacrifícios absurdos, a coisas que acabam fazendo com que a pessoa se sinta péssima, em vez de estar satisfeita com o que resolveu abraçar.
    Acho que é questão de bom senso, honestidade consigo mesma e principalmente profundo amor por si mesma que rege tudo isso.
    Eu comecei meu processo com quase 47 anos, estou com 53, na estrada sempre, mas sem neuras e sem querer chegar a algo que não é para mim, que não é o que eu quero, não é o que eu preciso etc., embora para muita gente eu não esteja 'onde poderia estar', entende?
    Compreendi totalmente o seu post.
    Se cuide bem, sempre, principalmente cuide pela saúde, se jogue como disse a querida Taty Carioka, mas não se acomode porque você pode perfeitamente vencer a parada tá?
    Beijos

    ResponderExcluir